Administrador de Rondônia concorre a Prêmio Nacional

Administrador de Rondônia concorre a Prêmio Nacional

Com o artigo “Desenvolvimento Nacional Sustentável: Uma perspectiva local dos pregões eletrônicos como fator de impacto na governança pública”, publicado no portal www.negociospublicos.com.br, o administrador rondoniense
Francisley Carvalho Leite concorre ao XIV Prêmio 19 de Março, cuja solenidade especial será realizada durante a programação do XV Congresso Brasileiro de Pregoeiros, de 16 a 19 deste mês, na cidade paranaense de Foz do Iguaçu. Iniciativa do Instituto Negócios Públicos e único do gênero, o prêmio recebe anualmente centenas de artigos e trabalhos realizados por profissionais de todo o Brasil. Com 5 categorias e 16 subcategorias, tem como proposta premiar tanto os Pregoeiros quanto os Órgãos Públicos, valorizando os trabalhos e incentivando os profissionais que transformam e dinamizam o fenômeno das compras governamentais.

O artigo do administrador Francisley Carvalho Leite apresenta uma perspectiva local do desenvolvimento nacional sustentável, relacionada às licitações eletrônicas, mais especificamente sobre a modalidade pregão, na forma eletrônica, enfatizando sua interferência na governança pública. O Desenvolvimento Sustentável está consolidado em pelo menos três pilares, a economia, o social e o meio ambiente, um interdependente do outro, mas para que o país alcance a sustentabilidade faz-se necessária uma equânime distribuição de recursos, o que aparentemente não ocorre com a aplicação pregão eletrônico, prejudicando principalmente o fator social e consequentemente o  crescimento sustentável. Utilizou-se como metodologia da pesquisa o estudo bibliográfico e documental predominantemente qualitativo, verifi cando-se principalmente doutrinas, legislações e as informações publicadas sobre as compras do Município e o Painel de Compras do Governo Federal. É possível que a Capital de Rondônia não arrecade milhões de reais em impostos sobre serviços decorrentes dos pregões eletrônicos, portanto, o estudo se propõe a verificar esses valores e de que forma essa ausência de arrecadação prejudica o crescimento local. O autor destaca que as políticas brasileiras possibilitaram a ascensão das compras públicas sustentáveis, mas que a temática, segundo ele, ainda é pouco debatida e implementada nos Estados e Municípios do País. “As escassas alternativas implementadas não seguem a melhor metodologia, como ocorre com as licitações eletrônicas, quando permite a evasão de receitas de municípios com possível concentração dessas em cidades brasileiras mais desenvolvidas”, menciona Francisley Carvalho Leite, em seu artigo.

Servidor público do Município de Porto Velho, Francisley Carvalho, é administrador, gestor ambiental, especialista em metodologia do ensino superior, gestão pública, licitações e contratos, planejamento estratégico e técnico em contabilidade e informática para internet. Atualmente cursa Direito na Universidade Federal de Rondônia (UNIR) e MBA em Gestão de Instituições Públicas no Instituto Federal de Rondônia (IFRO). Ele mencionou o respaldo que o Conselho Regional de Administração de Rondônia dá aos administradores e tecnólogos em gestão. Segundo Francisley, o trabalho realizado pelo CRA-RO é direcionado à valorização e ao fortalecimento da categoria em todo o estado.

 

Link para votação https://gnp.negociospublicos.net.br/NP/Eventos/Premio19MarcoIndicados?p_idEdicao=2

Ascom CRA-RO
Jornalista Chagas Pereira
Registro Profissional 165/RO