Administrador destaca a humildade como fator de crescimento

Administrador destaca a humildade como fator de crescimento

Natural de Porto Velho e neto de ex-ferroviário, o administrador Marcelo Augusto Mendes Barbosa é um exemplo de que a humildade, a transparência, a honestidade e a ética são degraus que conduzem ao sucesso. Graduado na primeira turma de administração da Faculdade São Lucas (hoje Centro Universitário), em dezembro de 2003, Marcelo Augusto começou sua trajetória profissional em 2005. Ele faz questão de dizer que enfrentou muitas dificuldades ao longo do curso, principalmente para manter o pagamento das mensalidades em dia. “Quando Comecei a faculdade investia praticamente todo o salário para pagar a mensalidade, mas eu acreditava e mantinha foco. Isso fez toda a diferença”, informa.

Marcelo Augusto relevou que quando concluiu o curso de administração não tinha perspectiva de ser professor, mas confessa que hoje a gestão publica ficou em segundo plano porque a gestão educacional tem sido prioridade. Coordenador do curso de administração do Centro Universitário São Lucas desde 2013, Marcelo Augusto atribui o sucesso do curso aos docentes. “São eles que ministram as aulas e compartilham seus conhecimentos e experiências
com os alunos”, acrescenta.

O administrador diz que é preciso focar na carreira sempre com base na ética e no profissionalismo. “A administração tem um campo de trabalho aberto, não apenas para gerir resultados, mas também para empreender, além de também possibilitar estudos sobre a biodiversidade para empreendimentos”, aponta o administrador, acrescentando que existem grandes oportunidades na área.

Segundo Marcelo Augusto, estudar administração é tão importante quanto qualquer outro curso, principalmente porque a administração é a base e por isso dá mais respaldo. “O mercado está bem mais amplo e com um leque bem maior de oportunidades, basta que sejam exploradas. Infelizmente falta foco aos novos alunos. Provavelmente por serem bem mais novos, os graduandos não têm foco e adquirem maturidade no decorrer do curso. Muitos começam despertar para a vida no final do curso e praticamente não aproveitam as oportunidades que lhes são oferecidas ao longo desse período”, assinala.

Na opinião de Marcelo Augusto, falta o despertar para o vasto campo de oportunidades na área da Administração porque se está sempre focado na gestão e se esquece que existem muitas outras possibilidades de crescimento profissional. “É necessário que entendamos que hoje vivemos uma realidade bem diferente da de anos anteriores, especialmente porque se vive muito a volaticidade do tempo. É preciso olhar o mercado com foco diferenciado”, diz.

Administrador pelo Centro Universitário São Lucas, Marcelo Augusto é Mestre Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente pela Universidade Federal de Rondônia (UNIR) e está com Doutorado em andamento, também pela UNIR, na área de Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente. Servidor do Instituto de Previdência do Município de Porto Velho desde 1990, Marcelo Augusto também é pós-graduado com Especialização em Metodologia do Ensino Superior (Centro Universitário São Lucas) e em Gestão Empresarial Estratégica (Educon). Também é Coordenador dos Cursos de MBA em Gestão de Pessoas e MBA em Finanças e Controladoria do Centro Universitário São Lucas.

Marcelo Augusto aproveitou a entrevista para destacar a atuação do Conselho Regional de Administração no processo de valorização do administrador e da Administração em todo o estado. Segundo ele, o relacionamento entre o Conselho e as coordenações dos cursos de administração tem sido fundamental para mostrar aos graduandos que existe um campo de trabalho aberto. “O Conselho de Administração tem sido um grande parceiro das faculdades e seus conselheiros sempre contribuem por meio de palestras e de informações sobre as atribuições da Autarquia em prol da profissão”, completa.

Ascom CRA-RO
Jornalista Chagas Pereira
Registro Profissional 165/RO